Planta Hepática

Download 3 Ebooks
 

A hepática é uma pequeníssima planta vivaz, muito rara nas planícies, um pouco mais frequente nas montanhas cobertas de bosques, onde atapeta o pé das árvores frondosas, e na frescura das matas. Floresce logo que termina o Inverno, mas as suas graciosas corolas, de cor lilás-azulada, pendentes para o solo, só vivem oito dias. Esta planta é tão característica que não é possível confundi-la com qualquer outra.
Planta hepatica
Actualmente a hepática, é pouco utilizada. As flores e a raiz não têm aplicação, e as folhas não devem nunca ser consumidas frescas. Depois de secas, servem para preparar um vinho diurético que também pode ser aplicado em feridas, acelerando a cicatrização. As folhas verdes possuem uma substância tóxica que se perde por secagem.
Sem utilização e certamente desconhecida na Antiguidade, supõe-se que não foi considerada medicinal antes do século XV. Então, a sua principal aplicação consistia no tratamento das doenças do fígado. O nome de hepática advém-lhe desta qualidade, embora também possa ser devido à forma das folhas, que se assemelham aos lobos do fígado.
A hepática encontra-se na Europa, excepto no extremo norte, sobretudo em regiões montanhosas, com solos húmidos, matas calcárias; entre 400 e 2200 m de altitude. Tem cerca de 0,08 a 0,20 m de altura. Vivaz, acaule; folhas basilares, persistentes, com longo peciolo, espessas, cordiformes, vilosas quando jovens e depois glabras, divididas em 3 lóbulos iguais não recortados; flores de cor lilás-azulada, por vezes cor-de-rosa ou brancas (Março-Abril), bastante grandes, isoladas, com invólucro em forma de cálice, 6 a 9 sépalas petalóides, 20 estames, numerosos carpelos com rostro curto. Sabor amargo. Partes utilizadas: folhas (Maio-Julho).
A hepática tem propriedades adstringentes, cicatrizantes e diuréticas. É usada no tratamento: ferida, litíase.

  • planta hepática

Escrito por Bem-Estar em Plantas medicinais, Qualidade de Vida

Etiquetas:, ,

 

Deixe a sua resposta

Algum HTML é permitido.